Perícias e Laudos Técnicos

A perícia médica e de segurança do trabalho, em geral, constitui uma avaliação técnica importante, à qual a empresa deve estar sempre atenta. Trata-se de um mecanismo que contribui para a promoção de um ambiente organizacional sadio e confiável. Caso não observada, pode trazer grandes prejuízos à saúde do colaborador e implicações legais à empresa.

Pensando nisso, elencamos alguns esclarecimentos acerca da perícia médica e a maneira que ela auxilia na segurança do trabalho. Confira!

Qual a função de um perito médico?

Como o nome já sugere, essa atribuição é exclusiva do profissional da saúde. O perito em medicina e segurança do trabalho é o especialista capaz de examinar e identificar com precisão as condições de saúde de uma pessoa e, por vezes, determinar sua causa (tanto negativa quanto positiva).

A perícia pode ser acionada em diversas situações. Um exemplo comum no ambiente empresarial, é a elaboração de um laudo técnico para fins de constatação da incapacidade laborativa permanente, quando o trabalhador solicita aposentadoria.

Qual a relação da perícia com a segurança do trabalho?

Como exemplos de perícia médica, também podemos citar os exames admissional, demissional e periódico. Esses laudos permitem identificar se, ao longo do tempo, os trabalhadores estão desenvolvendo algum tipo de doença ocupacional.

A perícia pode, portanto, ser uma grande aliada das empresas, por funcionar como balizadora dos riscos que as funções exercidas oferecem ao funcionário. A partir dessa noção prévia, poderão ser adotadas as medidas e os cuidados necessários para garantir um ambiente de maior segurança ao colaborador.

Qual a importância de políticas de segurança do trabalho na empresa?

Como visto, a perícia médica e de segurança do trabalho fornece dados sobre a condição dos profissionais, auxiliando a empresa a entender os riscos que oferece. Essas informações contribuem, portanto, na gestão de riscos.

Isso significa que, a partir de estatísticas levantadas, a companhia conseguirá elaborar estratégias e políticas mais adequadas para um bom ambiente organizacional, além de tomar medidas que previnem acidentes de trabalho. Esse cuidado minimiza perdas ao empreendimento, tanto humanas quanto materiais.

Pelo viés humano, a adoção de políticas de segurança protegerá o funcionário de possíveis doenças laborais, gerando nele maior confiança em relação ao negócio.

Pelo viés econômico, essas medidas munirão a empresa de provas em possíveis processos e reclamações judiciais que, muitas vezes, geram obrigação de indenizar o funcionário. Isso ocorre, especialmente, em um contexto de negligência por parte do empregador.

Desde o início, o negócio deve se manter firme no compromisso com a legalidade e proteção ao trabalhador. A partir dessa responsabilidade assumida, a empresa conseguirá proporcionar um ambiente sadio, com profissionais mais empenhados e confiantes com as atividades realizadas. Também alcançará segurança diante das normas que permeiam as relações trabalhistas.

A importância da perícia médica e de segurança do trabalho, nesse sentido, se estabelece na confirmação da relação entre os problemas que aparecem ao trabalhador e o cargo que ele ocupa.

É importante, portanto, que a empresa busque efetivar um estudo com esses dados para entender as medidas que deve tomar para melhorar a qualidade de vida no trabalho. Afinal, isso favorece tanto o funcionário quanto a gestão dos recursos organizacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *